Parábola das três carroças e da casa em chamas

Parábola das três carroças e da casa em chamas

Poderia descrever resumidamente o conteúdo da “Parábola das três carroças e da casa em chamas” descrita no Sutra de Lótus?

Essa parábola está no 3o capítulo do Sutra de Lótus (“Parábolas”). Nela, aprendemos como o Buda utiliza a ilimitada sabedoria para salvar as pessoas do interminável círculo dos sofrimentos. Descrevemos a seguir um resumo dessa famosa história:

Havia numa cidade um homem muito rico que morava em uma casa enorme. Com o passar dos anos, as vigas, as paredes e os pilares se desgastaram, ameaçando ruir. Mas, mesmo assim, os filhos dele gostavam de brincar na velha casa. Então, um dia irrompeu um incêndio que se propagou rapidamente por toda a casa. Porém, as crianças estavam tão entretidas com as brincadeiras que não perceberam o perigo.

O pai, desesperado diante da casa em chamas, gritou: “Fogo, Fogo! Saiam rápido antes que morram queimados!” Mas as crianças, absortas, não ouviram o alerta dele. Então, ele decidiu usar uma estratégia para tirar os filhos da mansão.
Lembrando-se de que gostavam de objetos raros, gritou o mais alto que pôde: “Tenho algo maravilhoso para vocês. Se não vierem receber, mais tarde irão se arrepender. Tenho aqui fora belíssimas carroças: uma puxada por um carneiro, outra por um cervo e uma outra puxada por um boi. Poderão brincar à vontade com elas. Agora saiam e eu as darei a vocês”.

Ouvindo isso, as crianças saíram da casa apostando corrida para ver quem chegaria primeiro até o pai. Assim, ele deu a cada um dos filhos uma carroça, que na realidade era bem maior e muito mais bonita do que a que lhes foram prometidas.
Cada uma delas era puxada por um grande boi branco e decorada com sete espécies de pedras preciosas. Observando os filhos, o pai pensou: “Minhas riquezas são imensuráveis e eu amo todos os meus filhos igualmente. Não posso lhes dar veículos inferiores. Tenho riquezas suficientes para presentear todas as pessoas do meu país com carroças puxadas por bois brancos. Portanto, com certeza não poderia deixar de dar carroças aos meus próprios filhos”.

A casa em chamas é uma metáfora do nosso mundo, envolto pelas chamas do sofrimento. Os filhos que brincam na casa são as pessoas que sofrem no mundo dos desejos. O pai, o homem rico, representa o Buda, que aparece no mundo para salvar os seus filhos queridos. Na parábola, o pai usa as três carroças como um meio para salvar os filhos do incêndio. Entretanto, o pai ou Buda concede a cada um dos filhos a carroça do boi branco, que indica o supremo veículo da iluminação, capaz de conduzir todas as pessoas à felicidade.

A sociedade contemporânea criou forte dependência da tecnologia científica. Em nossa obsessão pela competição econômica, estamos destruindo o meio ambiente. Armas de extermínio continuam a ser produzidas sem parar e aumenta a desconfiança mútua e a ganância.

Somos como crianças brincando com uma arma de fogo altamente perigosa. Embora tenha alcançado um notável avanço tecnológico, o que facilitou em muito nossos afazeres do cotidiano, o ser humano e a sociedade não evoluíram no mesmo ritmo.

O Sutra de Lótus pode transformar esses seres humanos imaturos em pessoas sábias; ele as capacita a desenvolverem dentro de si o mais elevado estado — o de Buda.

carroça

Poderia explicar a relação entre a parábola das três carroças e a casa em chamas e a unicidade de mestre e discípulo?

Na parte anterior, fizemos uma breve descrição da parábola das três carroças e a casa em chamas em que a casa de um homem rico pega fogo. Seus filhos estavam brincando dentro dela, inconscientes do perigo que corriam. Para atraí-los para fora, o pai promete três carroças: uma puxada por uma ovelha, outra por um cervo e a outra por um boi. Mas quando seus filhos correm para fora, ele na verdade lhes dá uma carroça muito mais fina e adornada por ricas jóias — uma única grande carroça puxada por um boi branco. Na parábola, a casa em chamas representa o mundo tríplice, e as chamas, os sofrimentos do nascimento e morte. O homem rico é o Buda, que aparece no mundo para salvar as pessoas; as crianças representam todos os seres vivos, e as brincadeiras nas quais estavam absorvidos, os prazeres mundanos. As três carroças originalmente prometidas representam os três veículos provisórios da Erudição, da Absorção e do Bodhisattva, e a grande carroça puxada pelo boi branco simboliza o supremo veículo do estado de Buda, ou seja, o Sutra de Lótus.

A substituição das três carroças por uma grande carroça puxada pelo grande boi branco é também conhecida no budismo como a doutrina da “substituição dos três veículos pelo veículo único”. Uma das razões que levou o Buda a expor os ensinos dos três veículos é o fato de estar ciente de que as pessoas diferem amplamente em termos de sua capacidade intelectual e disposição para receber os ensinos do Buda. O Buda expôs vários ensinos para corresponder à capacidade e tendência de cada um. Ao mesmo tempo, embora os ensinos do Buda sejam muitos e variados, sua essência em cada caso é o veículo único do Buda.
Os discípulos do Buda que praticam os três veículos antes da revelação do veículo único do Buda simbolizam as pessoas que seguem o caminho de mestre e discípulo superficialmente. Mas a doutrina da “substituição dos três veículos pelo veículo único do Buda” ensina-nos a seguir o caminho da unicidade de mestre e discípulo.

Naturalmente, os praticantes dos três veículos dos sutras antes do Sutra de Lótus também acreditavam e seguiam o Buda. E a seu modo, eles seguiam o caminho de mestre e discípulo. Mas esses discípulos sempre sentiram um distanciamento entre eles e seu mestre: o discípulo era o discípulo e o Buda era o Buda. O discípulo não conhecia a mente do mestre. O Sutra de Lótus, entretanto, rompeu essa crença ilusória.

A “substituição dos três veículos pelo veículo único” engendrou uma transformação fundamental na mente e no modo de vida dos discípulos — uma transformação do caminho de mestre e discípulo para o caminho da unicidade de mestre e discípulo.
O Sutra de Lótus clama para que mestre e discípulo trabalhem juntos com a força da ferocidade de um leão, unidos em coração, mente e propósitos, para transformar o estado interior de toda a humanidade.

Envie seu comentário